Millennials: comportamento e retenção

Comportamentos e como reter os talentosos Millennials

Para melhor gerir essa geração no ambiente de trabalho é necessário entender as suas particularidades. É uma geração extremamente versátil ou multitasking, fazem várias tarefas ao mesmo tempo. Não se contentam com pouco, são ambiciosos, estão constantemente em busca de melhores oportunidades, desta forma parecem desinteressados pois não se apegam a empregos e trocam com facilidade.

É função do recrutador estar atento a essas características natas e entender o que eles realmente buscam para maior assertividade na contratação e consequentemente a retenção deste candidato.  Essa geração é conectada 24/7, preferem trabalhos remotos, exigem flexibilidade, são autodidatas pois tem pressa para aprender e estão constantemente atualizados.

É uma geração conectada com tecnologia mas também conectada aos propósitos da empresa, valorizam a missão, os valores e os objetivos. Buscam reconhecimento, valorização e aspiram o sentimento de estarem fazendo bem para a sociedade.

Passou recrutamento, passou a seleção e agora como gerenciar os millennials?
Com certeza dentro da sua empresa existem várias gerações trabalhando juntas, desta forma é necessário entender as características e competências de cada geração para melhor gerir o trabalho em equipe. Cada geração tem seu próprio ritmo de aprendizado, de trabalho e modo de se desenvolver, é importante gerenciar as pessoas para mantê-las engajadas no trabalho em equipe. Com certeza um desafio. 

Os Millennials possuem motivações próprias, sabem exatamente o que querem, onde querem chegar assim como tem prazos para tal, partindo deste entendimento é mais simples entender o que eles buscam e trabalhar em consonância. Eles possuem a intrínseca necessidade de ter feedback dos seus superiores, um fator delicado, pois os gestores hoje não estão preparados para isto, não veem a necessidade, pois eles mesmos nunca tiveram feedback, entendem que, se ainda estão na empresa é porque estão desempenhando de acordo com o exigido.

É uma geração que nasceu com a internet, e não vivem sem. A proibição dessa constante conexão pode gerar atritos, descontentamento e reduzir a produtividade.

O tempo de chefe já passou, hoje buscam líderes que estejam preparados, sejam inspiradores e acessíveis, que poderão auxiliá-los e atuar fortemente no desenvolvimento profissional da nova geração. Os líderes dos millennials precisam ser também orientadores.

Para engajar e reter os millennials é importante ter estabelecido um plano de carreira, pois lembre-se, eles sabem o que querem, quando querem e onde querem chegar. Ou estarão abertos a novas oportunidades em outras empresas que lhes ofereça isso.

Buscam uma empresa dinâmica, flexível, com ambientes modernos, tem sede para aprender, não tem paciência para algo estagnado, burocrático.

Dentro da gestão por competências, é importante desenvolver um mapeamento do perfil comportamental, essencial para entender as competências, habilidades e atitudes, e desta forma, desenvolver uma gestão de pessoas adequada.

Uma gestão de pessoas adequada é a ferramenta propícia para reter esses talentos, geri-los de forma eficaz, aumentar a produtividade e mantê-los felizes.

Agora a questão fundamental é, sua empresa está preparada para essa nova geração que está ai batendo nas nossas portas? Sua empresa tem a paciência necessária para lidar com essas mudanças e sua empresa consegue gerir todas as gerações ao mesmo tempo?  E os recrutadores estão em consonância com as rápidas mudanças?

Encerro com essas questões para reflexão.

Tassia Coppini – RHF Talentos Medianeira/PR

Seleção de Millenials

Desafios na seleção dos Millennials
Os famosos Millennials ou mais conhecidos como a geração Y, geração do milênio ou ainda a geração da internet é um conceito em Sociologia que indica o período dos nascidos após o início dos anos 80 e até final dos anos 90, em alguns casos sendo estendida até anos 2000.

Essa geração fez e ainda faz parte de um grande avanço tecnológico, prosperidade econômica e ambientes urbanizados. Foi a primeira verdadeiramente nascida no novo mundo tecnológico e não teve acesso a trabalhos braçais e repleta de facilidades materiais.

Como os gestores de RH podem desenvolver um processo de R&S para os Millennials?

Definir público alvo
Assim como nos demais processos de R & S é necessário entender os pré-requisitos essenciais para preencher as vagas. Através da definição do perfil é possível estabelecer uma estratégia de seleção mais assertiva.

Atrair os candidatos pelos valores da empresa
Ter conhecimento dos valores da empresa é essencial, desta forma é possível focar nos que mais se conectam com os Millennials. A Geração Y é muito ligada a propósitos e para isso eles precisam aderir a missão da empresa.

Adequar as formas de comunicação aos Millennials
O recrutador pode solicitar ajuda da equipe de marketing e deve buscar canais adequados a esse público, exemplo é o canal especializado MyTrainee. Os millennials buscam equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Agora, a seleção na prática
É fundamental definir as etapas da seleção, com prazos curtos para melhor gerenciamento da ansiedade dos jovens, característica típica dessa geração. Também é importante mantê-los informados de cada fase.

Experiência do candidato é fator determinante
Experiência se refere ao conjunto de interações que o candidato tem com a empresa durante o processo de seleção. Por estarmos na era do compartilhamento de informações experiências negativas podem afetar toda a marca. Assim como experiências positivas podem ser amplamente ressaltadas.

Texto por Tassia Coppini – RHF Talentos Medianeira