Vídeo entrevista: saiba porque essa ferramenta veio para ficar

Você já ouviu a frase: “Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”? Retirando-a do contexto artístico-cultural em que foi dita pelo cineasta brasileiro Glauber Rocha, um dos destaques do movimento do Cinema Novo, podemos dizer que ela jamais foi tão praticada quanto agora com as infinitas possibilidades criadas pelas novas tecnologias. O acesso a celulares com câmeras de boa qualidade ao alcance de boa parte da população tem tornado a nossa sociedade cada vez mais visual, e com isso a vídeo entrevista surgiu.

Com a abrangente disseminação desse recurso passamos a utilizá-lo para várias necessidades cotidianas, comunicar-se por meio de vídeos tem sido algo cada vez mais natural e viável, tanto para pessoas físicas quanto para empresas, com a vídeo entrevista.

No recrutamento e seleção a utilização de vídeo entrevistas passou a ser grande aliada, beneficiando tanto as organizações, quanto os candidatos. Por meio delas, os recrutadores podem ter uma prévia sobre seus potenciais candidatos, agilizando a seleção de profissionais mais adequados para as vagas e tornando o processo mais assertivo. Para os profissionais, a vídeo entrevista é uma chance a mais para apresentar habilidades e expressar-se de forma mais tranquila e genuína.

Não confunda vídeo entrevista com a entrevista on-line

É muito comum as pessoas pensarem que a vídeo entrevista e a entrevista on-line são a mesma coisa, mas tratam-se de processos diferentes e que inclusive podem ser complementares. A vídeo entrevista é normalmente utilizada como uma etapa de pré-seleção de candidatos. Ela consiste em um vídeo, gravado pelo próprio profissional aspirante à vaga, respondendo a questões pontuais elaboradas pelo RH da empresa contratante, ou realizando alguma ação solicitada.

Os vídeos costumam ser curtos e diretos, podendo ter um tempo determinado pelo empregador. A partir dele, além do conteúdo das respostas, podem ser observadas características comportamentais do candidato como facilidade para se comunicar, desenvoltura, objetividade, dentre outros. Além disso, é possível verificar se o perfil coincide com a cultura da organização e o fit cultural da empresa.

Já a entrevista on-line está entre as etapas finais do recrutamento. Ela acontece ao vivo, de forma remota e serve para substituir à entrevista presencial. As perguntas são conduzidas pelo entrevistador sem que o candidato tenha uma prévia sobre as mesmas. Seu principal objetivo é otimizar e facilitar o processo, reduzindo os custos do candidato com o deslocamento, além de viabilizar a interação em casos de impossibilidade de um encontro presencial.

Principais vantagens

Pré-seleção mais eficiente

A vídeo entrevista é uma ferramenta simples e pode ser altamente eficiente no filtro de talentos. Ela confere mais agilidade ao processo de recrutamento e seleção e o torna mais assertivo, na medida em que oportuniza uma pré-avaliação mais ampla do candidato.

Redução de custos e tempo no recrutamento

A análise dos vídeos para uma triagem de profissionais mais alinhados à empresa leva menos tempo que uma entrevista presencial convencional ou on-line, na qual há interação com os candidatos. Além disso, diminui o número de vezes que o candidato seria chamado à empresa, para análises iniciais. Como já dizemos, não se trata de substituir etapas, mas de otimizar a escolha de pessoas com o perfil mais aderente ao que se busca. Para promover a vídeo entrevista a empresa pode lançar mão de softwares que facilitem o contato e a orientação aos candidatos.

Aumento da assertividade

Quanto mais informações sobre os candidatos, maiores serão as chances de se chegar ao match perfeito!

Sorria: você está sendo avaliado!

Essa é exatamente a ideia trazida pela vídeo entrevista, analisar a forma como o postulante à vaga age diante da oportunidade de expressar-se verbalmente sobre questões propostas pelos recrutadores. Como trata-se uma gravação, é possível entregar a melhor versão produzida, o que também ajuda a revelar elementos como envolvimento, dedicação e desejo em fazer parte da empresa.

Após o surgimento da pandemia de Covid-19, as vídeo entrevistas despontaram de forma acentuada, o recurso já fazia parte do recrutamento de muitas organizações, mas a necessidade de buscar soluções virtuais para aprimorar a seleção de colaboradores provocou um crescimento e também um aprimoramento desse mecanismo de avaliação do perfil profissional. Por isso, compreendê-lo pode trazer vantagens competitivas para empresas e para profissionais em busca de recolocação no mercado. Se você faz parte do primeiro grupo é fundamental empenhar-se em orientar seus candidatos para extrair o máximo dessa valiosa ferramenta de recrutamento. Já se está no segundo, deve estar preparado para expressar-se da melhor maneira possível.

Como se preparar para uma entrevista online?

Um candidato e um recrutador conversando. Um está em casa e outro na empresa. Imaginou a cena? Isso é possível graças às novas tecnologias aplicadas nos processos seletivos e, entre as mais comuns, está a entrevista online. Estamos nos acostumando a ver cada vez mais recrutamentos sendo executados pela internet, principalmente por pouparem tempo tanto de candidatos quanto da empresa. Uma entrevista virtual é muito parecida com a presencial, porém existem algumas diferenças e você precisa se preparar para aproveitar as oportunidades e não deslizar em detalhes que podem fazer a diferença na avaliação. Por isso, neste post, vamos te dar algumas dicas para se sair bem no processo seletivo online. Acompanhe!

DICAS PARA SE DAR BEM NA ENTREVISTA ONLINE

Fazer uma entrevista online traz algumas facilidades, como evitar o deslocamento até à empresa, mas não é por estar em um ambiente diferente que dá para descuidar da postura, do foco e do planejamento. Um exemplo é que, da mesma forma que para uma entrevista presencial você calcularia o tempo até chegar ao local, você também deve estar disponível com antecedência para garantir que tudo esteja funcionando para a hora marcada. Vamos ver mais algumas dicas como essa para te ajudar? 

PESQUISE SOBRE A EMPRESA

A primeira dica vale para todo e qualquer processo seletivo. Antes de qualquer coisa, se prepare conhecendo a empresa e a vaga para a qual você está se candidatando. Busque todas as informações que puder sobre ela e entenda o seu segmento. O site oficial e as redes sociais darão a você uma boa referência da cultura organizacional e do que esperar na entrevista. Se possível, converse com algum profissional que trabalha ou trabalhou na companhia. Assim, ficará mais fácil interagir na conversa quando o entrevistador contar sobre a oportunidade e, claro, mostrará a ele que você teve a iniciativa de pesquisar.

TESTE SUA CONEXÃO

A conexão com a internet é um problema muito mais comum do que deveria ser em uma entrevista online. Portanto, é importante que você faça testes antes do horário agendado com o recrutador. Se estiver em casa, prefira conectar o cabo de internet do seu computador diretamente no modem. Ou, se puder, vá para o ambiente com melhor sinal de WiFi.  Se a internet ficar instável ou caindo durante a entrevista, você terá dificuldades em manter uma conversa fluida, o que pode prejudicar o entendimento e prejudicar a avaliação.

DEFINA QUE EQUIPAMENTO USAR

É possível fazer sua entrevista online em diversos dispositivos, como celular, notebook ou tablet. Para decidir a melhor escolha, veja primeiro qual o canal proposto pelo entrevistador. Caso ele queira utilizar o WhatsApp, por exemplo, o ideal é usar um smartphone, mas se for o Skype, um computador com boa conexão pode ser a solução mais adequada.

De qualquer maneira, você deve definir isso com antecedência e testar se áudio, vídeo e conexão estão funcionando. Uma dica é fazer uma ligação de vídeo rápida com um amigo para ver se está tudo certo. Para evitar problemas, prefira usar fones de ouvido para escutar melhor!

Outra dica importante: esteja atento ao seu nome de usuário e foto. Na chamada, seja no WhatsApp, Skype, ou outro aplicativo, o entrevistador terá acesso ao seu perfil. Por isso, confira, antes de começar, se a imagem e o usuário que você está usando é minimamente profissional.

ESCOLHA O LOCAL DA ENTREVISTA ONLINE

Não é porque a entrevista não é presencial que você pode fazê-la em qualquer ambiente. O local escolhido deve levar em consideração, além da conexão, os ruídos que podem atrapalhar o desenvolvimento da conversa, por exemplo. É importante também que você se sinta à vontade nesse local, tenha onde se sentar e que o “cenário” seja sóbrio, sem muitas distrações. Então, nada de televisão, rádio ou notificações do celular ligados!

Tenha em mente que você não pode controlar o que acontece em locais públicos, então, se puder, evite cafés, bibliotecas etc. Uma opção para quem não pode se conectar em casa são os coworkings. Mas, mesmo nesse caso, peça por uma mesa reservada ou uma sala de reuniões para evitar interrupções, combinado?

FIQUE ATENTO AO VISUAL

Apesar de ser, geralmente, mais descontraída, a entrevista online é parte de um processo seletivo e a imagem que você passa conta muito. Então, aqui vale a mesma dica do processo presencial: estude a empresa para a qual você está se aplicando e se vista de acordo. Se é uma empresa mais formal, não precisa vestir um terno e gravata, mas uma camisa bem alinhada pode resolver o visual. Fique atento também ao cabelo, à maquiagem e à barba.

TODO O RESTO DEVE ESTAR OFFLINE

A entrevista será em um ambiente virtual e, portanto, você consegue controlar e evitar possíveis distrações. Feche outros programas ou abas do navegador antes de começar a conversa. Isso, além de impedir que você perca a atenção no que realmente importa, também deixa seu computador mais rápido. Seu celular também deve receber um cuidado especial: silencie as ligações e as notificações mais recorrentes mesmo que ele não seja o canal escolhido. Se não for mesmo utilizá-lo, deixe-o fora do alcance.

POSTURA É IMPORTANTE

Se portar bem na frente da câmera pode fazer você ganhar pontos na entrevista online. Independentemente do dispositivo escolhido, é importante seguir algumas dicas:

– Quando for falar, olhe sempre para a câmera e não para a tela ou o teclado. Assim, o entrevistador terá a sensação de contato visual.

– Comunique-se da maneira mais clara possível. Nem sempre o áudio ajuda em conversas virtuais, por isso, você deve falar calmamente, para ser melhor entendido. Evite, como sempre, gírias e palavras impróprias, ofensivas e agressivas. 

– Espere o entrevistador terminar as suas frases antes de responder. Na internet, pode haver delay (uma demora entre o envio e a chegada da informação), então, é importante esperar alguns segundos para manter uma conversa mais natural.

APROVEITE A COLA!

Uma vantagem que a entrevista online te dá é ter uma colinha ao seu lado! Anote todos os pontos que você gostaria de falar ao selecionador e deixe essas anotações próximas ao computador durante o processo. Essa “cola” pode ser um guia de tópicos, com suas realizações mais importantes, experiência, datas, ou até mesmo aqueles detalhes que você costuma esquecer. Deixe também uma caneta próxima para anotar algo que te chame atenção durante a conversa. Isso facilita, não é mesmo? 

HORA DE “LOGAR”

Depois de testar tudo e estar bem preparado, é hora de logar – entrar com usuário e senha – no aplicativo definido para a entrevista. Esteja online e com tudo pronto pelo menos 10 a 15 minutos antes do horário marcado. Isso te dá tempo de resolver algum imprevisto que possa aparecer de última hora.

Com essas dicas, você estará preparado para a próxima entrevista online que participar. E já que estamos falando de oportunidades de emprego e do mundo virtual, aproveite e cadastre seu currículo em nosso banco de talentos!