People First: o que é e sua importância para as empresas

As pessoas assumem um lugar valioso dentro das organizações. Sem elas, nenhuma empresa existiria ou justificaria sua existência. Exatamente por isso, a ideia de people first tem ganhado espaço nos negócios, além de modelado estratégias e ações empresariais.

Em tradução livre, o termo people first significa algo como pessoas em primeiro lugar. Elas não devem ser secundárias, colocadas em segundo plano, logo após o lucro e os resultados financeiros. Pelo contrário, precisam encabeçar as decisões diárias e as metas definidas.

Nos tópicos seguintes, ganhamos profundidade no tema. Explicamos exatamente o que é people first, qual a sua importância e como aplicar essa filosofia no RH. Continue lendo!

Afinal, o que significa people first?

Tradicionalmente, a gestão empresarial é orientada por um modelo bottom line (linha inferior, em tradução). Isso significa que suas ações são orientadas para a última linha do demonstrativo de resultados do exercício, o resultado líquido (ou lucro líquido).

Esse modelo leva a uma gestão dura, focada em recursos e táticas de guerra. Por esse motivo, as relações humanas, muitas vezes, são postas em segundo plano, o que gera mais atritos e inibe resultados (e negociações) do tipo ganha-ganha.

Um modelo alternativo é o people first, que consiste em colocar as pessoas em primeiro lugar e cuidar do seu bem-estar. Ele parte de uma boa constatação: toda empresa é formada por pessoas (fundadores), com pessoas (funcionários) e para pessoas (os clientes finais).

A ideia de people first não é contrária ao lucro. Ela preconiza que resultados fora do lugar-comum e sustentáveis são reflexo da valorização das pessoas, o que promove relações mais saudáveis e longevas, com melhores margens financeiras.

Especificamente no RH, esse modelo gerencial foca a valorização dos funcionários. O intuito é torná-los mais satisfeitos, alinhados e comprometidos com o negócio. Isso ocorre por meio de ações estratégicas de RH e táticas de endomarketing (marketing interno).

Qual é a importância do people first para o empreendimento?

Até aqui, você já notou que a ideia de people first é atraente. Significa priorizar as relações humanas, sobretudo com os colaboradores, objetivando resultados do tipo ganha-ganha. A questão é: por qual razão isso é importante e como pode tornar a empresa competitiva? Bom, há tantos benefícios quanto é possível imaginar. Adiante, explicamos os principais!

Aumenta a motivação e o alinhamento dos funcionários

Os resultados de uma empresa, incluindo seu lucro líquido, são provenientes de ativos intangíveis e de difícil mensuração, como a motivação e o alinhamento dos talentos. Se o time de trabalho é infeliz e desorientado, nenhum empreendimento vai dar certo.

Esse é o primeiro benefício da filosofia people first. Conforme ela é adotada, as pessoas ficam mais felizes, confiam mais na empresa e comprometem-se com todas as metas estabelecidas. Ou seja, além de melhorar o moral do time, fortalece o negócio.

Humaniza o atendimento e a negociação com o cliente final

O bom atendimento ao cliente é essencial aos negócios. O problema é o seguinte: se os próprios funcionários não são bem atendidos e não entendem que a relação humana é algo prioritário, não vão colocar isso em prática nem cuidar bem dos clientes.

Tendo isso em vista, outra grande vantagem do people first é o atendimento humanizado. Os colaboradores, se bem cuidados, passam a dar atenção e tratar os clientes de forma empática. Em outros termos, há um efeito “bola de neve” que gera fidelização e atração de clientes.

Fortalece a marca empregadora do empreendimento

Por vezes, a marca de uma empresa é pensada apenas em termos externos, olhando para os clientes e o mercado consumidor. Tão importante quanto é a marca empregadora, feita para o mercado de trabalho e atuais colaboradores do empreendimento.

Felizmente, a filosofia people first ajuda a fortificar tal marca. Ela comunica que a empresa valoriza seus colaboradores, bem como objetiva construir um ambiente laboral justo e qualificado ao trabalho. Assim, além de atrair as pessoas certas, ajuda a reter talentos.

Promove desempenho superior à média do mercado

Nos negócios, um dos principais objetivos é obter um desempenho superior à média do mercado, especificamente em termos de crescimento financeiro e rentabilidade. Empresas de baixo desempenho são superadas e costumam deixar de existir, cedo ou tarde.

Novamente, o people first ajuda muito. Como ele influencia as relações interpessoais, tornando-as mais bem-sucedidas, também implica resultados superiores para todo o negócio. Sendo assim, garante a construção de uma empresa de performance superior.

Como colocar a filosofia People First no RH?

Não há fórmula mágica. É preciso trabalhar diariamente para que as pessoas sintam-se valorizadas e priorizadas. Isso depende de boas políticas de gestão de pessoas, assim como do comprometimento de toda a liderança. Adiante, apresentamos duas boas práticas!

Seja claro e comprometido com a filosofia people first

Primeiramente, você deve ser claro quanto à filosofia people first. Reúna seus talentos e explique que eles são importantes e essenciais para o empreendimento. Deixe claro que quer construir um modelo de gestão ganha-ganha, no qual todos são beneficiados.

Entretanto, lembre-se: um dos maiores problemas é o falar-fazer. Se você diz uma coisa e faz outra, cai em descredito com a equipe e pode gerar mais desânimo. Então, comprometa-se, na prática, com o bem-estar dos seus talentos e com a melhoria da gestão de RH.

Repense e reforce os benefícios oferecidos aos talentos

Uma boa iniciativa é repensar os benefícios para funcionários, objetivando deixá-los mais alinhados com o perfil dos colaboradores, bem como com a cultura organizacional que deseja estabelecer. Assim, terá uma equipe mais entusiasmada e bem-recompensada.

Felizmente, há muitos benefícios que podem ser disponibilizados, como alimentação, refeição e transporte. Também é possível investir em itens mais inovadores, como trabalho tipo home office, políticas de no dress code e ações de estímulo à prática de esportes/exercícios físicos.

Agora você está por dentro do assunto e entende exatamente o que é people first, qual a sua importância e como colocá-la em prática. Na adoção, o mais importante é investir na valorização e bem-estar dos funcionários, garantindo que os talentos sintam-se realmente felizes em fazer parte da empresa. Assim, seus resultados serão realmente atraentes.