Boas práticas de recrutamento remoto

Nem todas as pessoas estão acostumadas com o modelo remoto de trabalho – e menos ainda com o recrutamento feito de tal forma. Contudo, se boas práticas de recrutamento remoto forem adotadas, é possível realizar o processo de forma simples e eficiente.

O modelo remoto está cada vez mais em alta, já que, nos últimos tempos, o home office se tornou imprescindível, no mundo todo, por conta da pandemia de COVID-19. Assim, é de se esperar que, daqui pra frente, não só essa prática tenha sua recorrência aumentada como, também, algumas empresas a tornem a principal forma de trabalho.

Pensando nisso, listamos 7 boas práticas que podem ajudar o RH a realizar o recrutamento remoto sem que a qualidade do encontro presencial seja perdida.

Descreva corretamente a vaga

A vaga precisa ter uma boa descrição para que a empresa possa filtrar precisamente os candidatos. Assim, chegam ao recrutamento remoto apenas os perfis realmente ideais. Plataformas digitais podem ser utilizadas para que a reunião seja feita a distância.

Para otimizar esse encontro online, ressalte os aspectos importantes para o recrutamento, dando foco às especificações técnicas da vaga e as expectativas da empresa sobre quem vai ocupá-la.

Escolha a ferramenta ideal para cada conversa

Para garantir que a conversa  seja possível sem problemas técnicos, escolha a ferramenta certa para sua realização e assegure que sua conexão à internet esteja estável. O programa ideal vai depender do que foi planejado para o bate-papo. Por exemplo: algumas só são de uso gratuito caso a conversa não ultrapasse 40 minutos, outras permitem várias pessoas em conferência simultânea (o que abre precedente para dinâmicas).

Entre as principais ferramentas utilizadas em 2020, para essa finalidade, podemos citar:

  • Zoom;

  • Skype;

  • Google Hangouts.

Organize a entrevista
Uma boa prática para o recrutamento remoto é organizar a entrevista com vasta antecedência – até para otimizar seu tempo. Além de escolher a ferramenta adequada, é indispensável cumprir os horários e datas das entrevistas e, também, direcionar as perguntas, fazendo com que elas estejam alinhadas à vaga e à cultura da empresa.

Ao findar o processo, é interessante pedir feedbacks aos candidatos, para que a entrevista seja otimizada para processos futuros.

Garanta boa comunicação com o candidato

No recrutamento remoto, o processo será feito, claro, por meios digitais. Isso precisa ficar esclarecido desde o início, para que não haja nenhum tipo de confusão ou mal entendido. Durante a conversa, a comunicação precisa ser transparente, para evitar incompreensões ou contradições.

Além disso, é importante assegurar que o candidato se sinta confortável, principalmente se não estiver acostumado com o modelo de entrevista do recrutamento remoto.

É sobre isso que fala nossa próxima dica.

Deixe o candidato confortável

Além de estabelecer uma boa comunicação, é importante passar segurança ao candidato, deixando a conversa mais leve e garantindo que ele esteja confortável e sinta segurança e abertura para se expressar. Além de nem todo mundo estar acostumado a esse modelo de recrutamento, a entrevista já é, por si só, um momento de tensão a quem disputa a vaga.

Fazendo com que esse desconforto seja o menor possível, o recrutador assegura ao candidato a chance de se sair bem e demonstrar suas qualidades.

Aplique um teste comportamental

O teste comportamental pode ser realizado também no recrutamento remoto. Nesse contexto, ele pode ser aplicado por meio de softwares que mapeiem o perfil do candidato.

Esse teste ajuda o RH a reter informações a respeito dos quadrantes comportamentais do candidato, tais como disciplina, comprometimento, proatividade e outras características essenciais à vaga.

A análise de comportamento é, em último grau, a resposta sobre a compatibilidade, ou não, do candidato à vaga ofertada e, principalmente, à cultura da empresa.

Tenha uma ferramenta de recrutamento e seleção

As tecnologias voltadas ao setor de RH podem mudar o desempenho da sua empresa. Exemplo disso são as ferramentas de recrutamento e seleção, que ajudam a otimizar o tempo dos recrutadores e a experiência dos candidatos.

Com as tecnologias disponíveis, também é possível atrair os candidatos certos, além de tornar algumas fases do processo automáticas. Dessa forma, o recrutamento remoto, tanto quanto o presencial, torna-se mais prático e descomplicado.