Filmes sobre gestão de pessoas

O cinema e as outras artes vêm demonstrando grande interesse pelo complexo universo humano há muitos anos. Nesse cenário, os filmes sobre gestão de pessoas ganham destaque, pois trazem importantes lições aos que se interessam pela área.

Em 1895, os irmãos Louis e Auguste Lumière colocavam em cena o início da história da sétima arte. A primeira sessão durou cerca de 20 minutos e foi assistida por 33 pessoas. Depois disso, a indústria cinematográfica evoluiu bastante.

Hoje, os filmes nos fazem sorrir, chorar e refletir sobre temas importantes de nossa existência. Profissionais de vários setores, inclusive gestores, utilizam esse recurso como forma de aprendizagem.

Portanto, se você quer otimizar seu trabalho como gestor de pessoas e compreender melhor alguns aspectos da área, acompanhe a lista com alguns filmes que preparamos neste post.

À PROCURA DA FELICIDADE (2006)
Baseada em fatos reais, a história é comovente: Chris Gardner (Will Smith) é um pai de família que se vê sozinho com seu filho, Christopher (Jaden Smith, também filho de Will Smith na vida real), após sua mulher, Linda (Thandie Newton), o deixar.

A família atravessa uma terrível crise financeira e isso gera os conflitos que culminam na separação do casal. Para sobreviver, Chris tenta vender uma máquina que, por ser semelhante ao raio X, não faz muito sucesso.

Apesar de toda dificuldade, o protagonista se candidata a uma vaga de estágio não remunerada. Isso porque passar pela experiência renderia a ele um emprego como corretor da bolsa de valores.

O filme, além de ser uma história motivadora, é uma lição sobre perseverança, resiliência e valorização do potencial e da força de vontade do ser humano. Ainda que nunca tenha trabalhado na área, Chris, por meio de seus esforços, se destaca e consegue demonstrar sua capacidade.

MONEYBALL — O HOMEM QUE MUDOU O JOGO (2012)
O filme mostra a tentativa bem sucedida de Billy Beane de montar um time de beisebol com um orçamento enxuto, empregando análises geradas por computador para adquirir novos jogadores.

De uma equipe derrotada e em último lugar, o time teve 20 vitórias consecutivas, estabelecendo um novo recorde na Liga Americana.

E embora a equipe tenha começado a temporada com 11 derrotas seguidas, o que a levou ao sucesso foi o uso de intuição e estatística. O filme mostra que, ao ampararmos nossas decisões com dados a indicadores, é possível tomar decisões mais assertivas para construir um grupo de alto desempenho. Mas utilizar somente a tecnologia não é possível sem o fator humano. A combinação de ambos é o que realmente faz a diferença para uma gestão de pessoas estratégica.

COMO ENLOUQUECER O SEU CHEFE (1999)
A empresa Initech tem uma má administração e perdeu o rumo e funcionários desmotivados. Em um esforço para reorganizar e agilizar o local de trabalho, uma consultoria é contratada para entrevistar todos os colaboradores e tomar decisões sobre quem abandonar e o que terceirizar.

A história mostra sobre a qualidade de vida no trabalho e os efeitos da má gestão na moral dos colaboradores, com diversos problemas na gestão de pessoas, como:

  • Vários gestores com responsabilidades redundantes;

  • Desconexão da gerência com os funcionários e desconforto/medo nas relações;

  • Etapas e processos burocráticos engessados, que acabam comprometendo a produtividade.

Portanto, é importante sempre estar atento ao ambiente de trabalho e manter uma comunicação transparente com os funcionários, tanto em relação ao desempenho quanto às expectativas, para que haja um alinhamento entre ambos os lados. Quais insatisfações e melhorias podem ser feitas e evitar um turnover no futuro?

OBRIGADO POR FUMAR (2006)
Nesta produção cinematográfica, Nick Naylor (Aaron Eckhart) é o porta-voz de uma associação de companhias responsáveis por produzir e distribuir cigarros nos Estados Unidos. Ele é encarregado de defender a imagem dessa indústria, tentando mantê-la positiva diante de uma sociedade que a condena.

O filme leva seus espectadores a pensar na relação ética, no trabalho e no salário. Também é levantado até que ponto vale realmente a pena manter-se em um cargo apenas pela remuneração.

Entre os filmes sobre gestão de pessoas, este se destaca por tornar evidente o desafio de líderes e profissionais dos recursos humanos em fazer com que suas equipes entendam os valores e objetivos pelos quais a organização preza.

A REDE SOCIAL (2010)
A maioria de nós agora conhece a história do Facebook e seu criador, Mark Zuckerberg, graças a essa adaptação feita para o cinema. O filme brilhantemente tece a vida e os momentos de Mark como um estudante universitário, invadindo o arquivo de dados de estudantes de Harvard para obter imagens para seu site – até então, Facemash -, dando a ele uma ideia para desenvolver o gigante da mídia social.

A ideia aqui é simples: os hackers não são mais apenas alguns intrometidos mais jovens, eles estão sendo contratados por gigantes globais como Apple, Facebook e Microsoft por suas “habilidades reais”. Há uma razão pela qual hackathons se tornaram tão populares, por exemplo, porque testam habilidades e talentos reais.

Um grande diferencial para recrutadores de RH de filmes como “A Rede Social” é que eles trazem inovação para a contratação. Julgar um candidato meramente com base nas credenciais listadas em seu currículo ou entrevistá-lo provavelmente levará você de volta ao ciclo de contratação errado.

OS ESTAGIÁRIOS (2013)
Existe uma idade ideal para que se concorra a uma vaga de estagiário? Neste filme, Billy (Vince Vaughn) e Nick (Owen Wilson) nos mostram que não. Os dois amigos são adultos e vendedores desempregados que disputam, com vários jovens, uma colocação em uma das maiores empresas da atualidade: o Google.

O longa traz toda a leveza de uma comédia sem deixar de lado assuntos sérios para todo e qualquer RH: o processo seletivo e a gestão de pessoas. Além disso, a história coloca em evidência o valor dos estagiários para uma empresa, mostrando que, independentemente da idade, todos têm algo para colaborar.

Estes são apenas alguns dos filmes sobre gestão de pessoas que um profissional da área que esteja preocupado em se aprimorar pode assistir. A maior vantagem em vê-los é unir o útil ao agradável, descansando e aprendendo ao mesmo tempo. O ser humano é complexo, mas pode ser admirável se observado com a devida atenção.