Como conduzir a entrevista de emprego e encontrar o candidato ideal

Como conduzir uma entrevista de emprego? Essa é a grande dúvida da maioria dos profissionais de RH. Trata-se, afinal, de uma etapa decisiva do processo de recrutamento e seleção, em que se tem a chance de ficar cara a cara com o candidato e conhecê-lo melhor. Contudo, como se preparar para esse momento e alcançar os melhores resultados?

Um dos pontos mais importantes é dominar bem as técnicas e manter o controle da situação, de modo a realmente saber mais sobre o profissional, para além do que está em seu currículo. Para isso, é preciso um planejamento técnico, conhecimento sobre as demandas da vaga (e do setor ao qual ela se destina) e definição de qual é o melhor tipo de entrevista a ser realizado.

Além disso, existem outras ferramentas e atitudes essenciais para uma boa condução dessa etapa. Para deixar tudo mais claro, trouxemos a seguir seis dicas que vão auxiliar você. Continue lendo para se informar!

Entenda como aplicar avaliações comportamentais e de personalidade no recrutamento e seleção
É importante já ter em mente o perfil que está sendo buscado para a vaga. Quais características são recomendadas para o determinado cargo e para trabalhar na empresa de modo geral? A avaliação comportamental e de personalidade vai ajudar a identificar os profissionais que tenham essas qualificações, se adequando também ao fit cultural da organização.

Existem diferentes técnicas e até mesmo softwares comportamentais que visam ajudar nessa tarefa, mas é preciso saber bem como aplicá-los. Busque conhecer mais sobre o assunto e adquirir experiência, para garantir melhores resultados.

Conheça outras avaliações que podem ser feitas no momento da entrevista
Além da avaliação comportamental e da personalidade do candidato, existem outros fatores que podem ser analisados durante a entrevista de emprego. Exemplos disso são a fluência verbal e a memória, que podem ser verificados na fala do profissional, ao se fazer perguntas ou orientações específicas.

Além disso, existem dinâmicas que podem ser realizadas até mesmo individualmente, apenas entre o entrevistador e o candidato. Elas ajudam a avaliar, entre outras coisas, a criatividade e a capacidade de concentração de uma pessoa. Mais uma vez, a escolha entre essas técnicas vai depender daquilo que a entrevista precisa medir.

Aplique desafios durante a entrevista
Os desafios podem vir em forma de perguntas mais alternativas, por exemplo, de modo que o candidato precisará de mais criatividade ou reflexão para responder. Também é possível lançar situações hipotéticas e avaliar como o profissional lida com isso.

Esses desafios podem ajudar a conhecer mais da pessoa e analisar diferentes elementos, desde que sejam realizados adequadamente. Não adianta apenas pensar em um ótimo questionamento: é preciso que ele esteja de acordo com as características e competências que se pretende avaliar, além de ser colocado no momento e da maneira certa na entrevista.

Participe de treinamentos e capacitações para conhecer melhor as técnicas
As técnicas de avaliação comportamental, assim como os softwares de recrutamento, são ferramentas complexas e, como já explicamos, exigem um bom nível de conhecimento para serem aplicadas. Por esse motivo, é importante você sempre buscar capacitações.

Participe de treinamentos sobre as suas diversas opções, estude e identifique quais são as alternativas mais adequadas para cada entrevista. Além disso, é fundamental manter-se sempre atualizado. Novas técnicas chegam constantemente ao mercado, ao mesmo tempo em que algumas deixam de ser favoráveis ou indicadas para uso. Certifique-se de que está empregando materiais e conceitos qualificados e aptos, até mesmo para evitar futuros problemas. 

Elabore as perguntas previamente
As perguntas são os elementos mais importantes em uma entrevista de emprego. Assim, seja qual for o modelo a ser seguido (estruturado, semi-estruturado ou não estruturado), é importante já ter conhecimento prévio do que deve ser abordado. 

As questões precisam ser bastante claras, além de estarem de acordo com os objetivos da entrevista, sendo capazes de trazer à tona as informações necessárias. Lembre-se de usar as palavras com precisão, para ficar bem compreensível e evitar erros de interpretação. 

Além disso, não deixe de adaptar a linguagem da entrevista de acordo com os candidatos: não adianta empregar termos técnicos e complexos para pessoas que ainda não têm essa experiência. 

Vale ressaltar que é importante planejar, não apenas as perguntas, mas toda a entrevista em si. Saber qual é o seu foco e como correrá o processo faz toda a diferença, mesmo que seja preciso alterar algum detalhe no momento. Peça ajuda de outros colegas do RH nesse planejamento, para ter mais garantia de que seu roteiro está completo. 

Deixe o candidato confortável, mas tenha controle sobre a entrevista
Para conhecer melhor um candidato e saber se ele é adequado para a vaga em aberto, é preciso deixá-lo ser espontâneo. Crie uma situação confortável, sem reprimir o profissional, e um ambiente agradável, de forma que ele se sinta à vontade para se expressar. Uma entrevista já costuma ser um momento de tensão por si só, então é fundamental amenizar o clima.

Assim, você terá uma noção maior de como essa pessoa se porta, mas é preciso ter cuidado para não perder o controle do processo. Ter conforto é diferente de não ter direção. Não deixe que a entrevista saia de seu foco, aborde o que for necessário e, se aparecer algum assunto relevante que não estava planejado, não deixe de procurar saber mais. Dessa forma, o processo fica muito mais rico e as chances de acertar na escolha aumentam.

Não se esqueça de registrar adequadamente tudo o que aconteceu e fazer uma análise com seus colegas posteriormente. Discutir a entrevista com outras pessoas é importante, pois podem haver diferentes perspectivas. É interessante fazer essa avaliação, inclusive, junto ao responsável pelo setor ao qual a vaga pertence. Desse modo, existem ainda mais chances de se escolher o candidato ideal.

Agora você já sabe como conduzir uma entrevista de emprego de modo a chegar nos melhores resultados.