A importância da saúde ocupacional nas empresas

Chamamos de saúde ocupacional o setor específico da área da saúde voltado ao bem-estar e à qualidade de vida dos trabalhadores de uma empresa. Por meio de suas ações, é possível agir preventivamente no controle de doenças e condições que afetam a integridade dos colaboradores. Como consequência, a organização também só tem a ganhar — já que seu fluxo de trabalho permanecerá inalterado.

Além disso, trata-se de um aspecto muito importante para que o negócio se mantenha dentro das regularidades da CLT, como veremos a seguir. Então, se você deseja começar a aplicar, de vez, ações eficazes de saúde ocupacional e usufruir dos seus resultados, preste bem atenção nas dicas que reunimos neste artigo!

A importância da saúde ocupacional nas empresas
Quando uma empresa percebe que o seu capital mais importante é o humano, ela passa a enxergar cada um dos colaboradores como peças-chave para o seu sucesso. Nesse caso, uma forma de assegurar o bem-estar do seu time é investindo em saúde ocupacional e mostrando a todos que eles são importantes para o desenvolvimento organizacional.

Acredite: quando as equipes recebem esse reconhecimento, se sentem motivadas a produzir mais, com maior qualidade. Esse é certamente um dos principais benefícios de implementar ações de saúde ocupacional, mas não é o único,

Como falamos no início do artigo, trata-se de um aspecto obrigatório para todas as empresas, independentemente do porte ou segmento de mercado. Sendo assim, a fim de não ser reprovado nas fiscalizações do Ministério do Trabalho (MTE), é importante seguir as normas regulamentárias vigentes, redirecionando recursos de forma inteligente.

Melhores formas de implementar ações de saúde ocupacional

Agora que você entendeu melhor qual é a importância de investir em saúde ocupacional, é hora de identificar ações que podem ser implementadas na sua empresa. Confira!

1. Adote programas de alimentação saudável
Saúde e boa alimentação são fatores que caminham lado a lado. Quando se tem acesso a uma dieta equilibrada, as chances de desenvolver condições causadas pela carência nutricional, — como cansaço físico e mental, raciocínio comprometido, fraqueza, entre outras que acarretam perda da produtividade no trabalho —, diminuem -consideravelmente.

Sendo assim, que tal promover ações de reeducação alimentar na sua empresa? Você pode apostar em campanhas, concursos, palestras e, além disso, incluir no plano de benefícios corporativos o vale-alimentação e o vale-refeição, para que seus funcionários tenham acesso à uma refeição completa.

Com o alimentação, o colaborador tem a liberdade de adquirir os alimentos que consumirá no período de um mês em supermercados, mercearias, etc. Já com o refeição, ele poderá realizar refeições de qualidade em nos estabelecimentos de sua preferência.

2. Faça campanhas de vacinação
Certas doenças, principalmente as que podem ser transmitidas pelo ar ou pelo contato, são grandes vilãs da produtividade nas organizações — como é o caso da gripe. Isso porque, a depender da intensidade, ela pode acabar sendo motivo de faltas recorrentes. Pior ainda é quando outras pessoas são contaminadas, comprometendo o desempenho de toda a equipe.

Desse modo, investir em campanhas de vacinação dentro da empresa, conscientizando os funcionários sobre a importância delas, é uma solução amplamente eficaz de saúde ocupacional, pois reduz as faltas por motivos médicos. Lembre-se, no entanto, de que não estamos falando só de gripe: também é importante focar em tipos diferentes de vacina, como febre-amarela, hepatites, etc, para imunizar os colaboradores.

3. Aposte nos benefícios dos exercícios laborais
Além da alimentação, outro aspecto fundamental ao bom funcionamento do organismo é a prática de exercícios físicos. Mas, como é possível estimular essa atividade dentro da empresa, sendo que os funcionários passam grande parte de seus dias nela, — chegando em casa, muitas vezes, cansados e sem a energia necessária para fazer grandes esforços?

Felizmente, pode-se adotar a ginástica laboral como ação de saúde ocupacional. Para tanto, sugerimos a contratação de um profissional qualificado e a promoção de atividades para os times em uma frequência pré determinada, — por exemplo, três vezes por semana durante os primeiros 15 minutos de expediente.

É interessante que todos os funcionários que estejam aptos a participarem. A prática, além de fornecer mais energia para o dia de trabalho, evita, a longo prazo, lesões por movimentos repetitivos, problemas de postura, entre outras condições.

Como você pode perceber, a saúde ocupacional é fundamental para a manutenção dos níveis de produtividade dentro de qualquer negócio. Colocando em prática as dicas do post, a sua empresa contará com times de trabalho mais motivados e, ao mesmo tempo, evitará problemas com processos trabalhistas e fiscalizações.